DENÚNCIA - CAPTURA DE POMBOS EM LISBOA

Segundo informações oficiais, no decorrer de UM ÚNICO ANO, foram capturados, pelos serviços da Câmara Municipal de Lisboa, mais de SETE MIL pombos.
Ninguém sabe o paradeiro destes animais, ou qual foi o seu destino: a CML não responde a cidadãos, nem a partidos políticos, nem à Provedoria municipal, criada pela própria CML para «garantir a defesa, o bem-estar e a protecção dos animais».

Também se desconhece a que análises se refere o agente da Polícia Municipal, neste vídeo com imagens inéditas.
Sabemos que não é permitido soltar pombos de cidade «noutros sítios», e sabemos que os pombos já serviram, ou servem, de alimento vivo aos animais no Jardim Zoológico de Lisboa, por exemplo, e também que têm sido mortos por envenenamento e por gaseamento.

É INACEITÁVEL que a CML continue a promover capturas em série, práticas bárbaras que não têm cabimento numa sociedade que se orgulha de ser «civilizada»; é INACEITÁVEL que a CML persista na difusão de informações falsas para justificar as atrocidades cometidas; é INACEITÁVEL que a CML não só se negue a providenciar alimento e a acautelar o bem-estar dos pombos de cidade, como proíba os cidadãos de alimentar estes animais domésticos cuja sobrevivência depende do ser humano; é INACEITÁVEL que, num momento em que já se estabeleceu «um estatuto jurídico dos animais, reconhecendo a sua natureza de seres vivos dotados de sensibilidade» — ou seja, são seres sencientes, como nós —, a CML insista em classificar os pombos como pragas, procedendo ao seu extermínio; é INACEITÁVEL que a CML continue a ignorar o «Manual de Boas Práticas em Pombais Contraceptivos», o único método eficaz e ético para controlo populacional dos pombos de cidade; é INACEITÁVEL que a CML não tenha desenvolvido, até hoje, acções de sensibilização e de informação junto da população, nem acções de formação junto dos seus funcionários. É INACEITÁVEL continuarmos a compactuar com o sofrimento berrante de seres sencientes, os pombos, que tanto nos auxiliaram ao longo da história da Humanidade; é INACEITÁVEL continuarmos em SILÊNCIO perante o massacre permanente que este vídeo regista. É chegada a hora de nos unirmos para dizer NÃO!

341 people have sent their message.